Traje obrigatório: diversão com glamour

dresscodemoderno3

Você sabe o que é um “dress code”? Em tradução literal, um código de vestir. E nas entrelinhas acrescenta-se: código social e/ou profissional de vestuário para cada situação, evento e locais de nossas vidas. Esse código pode ser particular, como quando descrito no convite de uma festa; permanente, como cerimoniais governamentais ou determinados locais de trabalho; ou convencionados, que são os casos em que você sabe que deve se vestir de determinada maneira, mesmo que não esteja descrito em nenhum lugar, simplesmente porque as pessoas ao longo do tempo se habituaram a frequentar tal local em uma maneira de vestir comum. Esses códigos estão em praticamente todas as situações da nossa vida e seja por respeito ou para ser respeitado, é sempre bom seguir essas regrinhas (in)visíveis.

 dresscodemoderno1

O que eu venho notando é que ocasiões de lazer, casuais e despojadas têm cada vez mais aumentado o nível de “arrumação” necessário. Explicação? O que me parece é que a moda, com informação muitíssimo democratizada através da internet, têm ampliado as marcas e opções, elaborado mais nas criações, gerado cada vez mais desejos e ampliado o potencial de consumo. Isso significa que as pessoas têm comprado mais e mais peças “desejo”, acessórios elaborados e isso não pode ficar no armário esperando uma ocasião mais legal para ser usado. Então elas têm sido incorporadas ao cotidiano, baladas, café com amigos, festas vespertinas etc.

dresscodemoderno2

Acho que essa coisa de visual despojado, chique mas usável, hi-lo – nos bons casos – virou mesmo um dress code contemporâneo. Vejo que em tempos de “look do dia”, facebook e instagram o que tem importado para as mulheres por aí é sair bem na foto e de preferência com uma das tendências da vez. Isso é ruim? Sim e não. Eu tenho váaaarias críticas a alguns comportamentos desse tipo, mas adoro ver as pessoas se arrumando mais no dia a dia e procurando estar com um visual legal em qualquer hora e lugar. Pessoas sendo mais criativas na hora de escolher a roupa e se preocupando mais com peças mais trabalhadas, que valorizam o design de moda. É claro que ainda não é a maioria das pessoas e dependendo do lugar talvez você pareça “arrumada demais”. Mas e daí? Se o fato de a moda “estar na moda” for o responsável por essa mudança de comportamento e do dress code do cotidiano, tanto melhor. A moda, mesmo que vá muito muito além disso, também é criar desejo, impacto e esbanjar glamour. É a parte divertida e fútil da coisa toda e que se usada e entendida na medida certa, só deixa a vida mais bonita e a autoestima lá em cima.

Então, minha dica de hoje é: não ligue de estar “arrumada demais”. Divirta-se na hora de se arrumar, seja criativo, use o potencial de seu guarda-roupa e está tudo certo! ; )

Anúncios

dia-a-dia: o dilema da roupa de trabalho

trabalho2'

Eis que oficialmente a temporada de veraneio acabou e o ano ficou sério. Agora nos resta trabalhar, estudar e esperar pelos feriados. Mas e aí, seu guarda-roupa está pronto para voltar/começar o trabalho? Esse post vai para tentar ajudar uma amiga que começou em uma empresa nova na segunda e com um clima completamente diferente do que ela estava acostumada. Agora o traje é um pouco mais formal e ela não pode mais usar jeans. Tá em uma situação parecida? Sem ideias para a roupa de trabalho? Anote então as dicas e inspire-se.

 Para começar a montar um bom guarda-roupa de trabalho é preciso ter em mente: você precisa de mais partes de cima do que de baixo (em média 5:1); as partes debaixo devem ser o mais versáteis possível; ao optar por peças inteiras (vestidos e macacões) prefira os mais básicos, com cortes simplificados, que não marquem muito na memória; tenha poucos e bons acessórios mais sofisticados que coordenem com várias peças; tenha pelo menos um bom blazer de corte clássico e em cor neutra (preto, branco, cinza, marinho ou cáqui).

trabalho3'

Tá começando do zero como a minha amiga? O melhor é iniciar com um investimento entre 3 e 5 peças de baixo, vai depender do seu orçamento. Sugestões não tediosas e fáceis de usar: uma calça de alfaiataria de cintura média (NUNCA cintura baixa) tipo cigarrete terminando na altura do tornozelo ou levemente mais curtas; uma pantalona de tecido com cintura média e corte reto; uma saia de cintura alta rente ao joelho, abaixo do joelho, ou longa.

As cores podem ser neutras ou escuras e até uma estampa mais sóbria vale (listras, poás, grafismos etc), o importante é coordenar com no mínimo 5 outras peças do armário. É sempre bom que uma delas seja preta, mas não compre todas pretas. Apesar de lindo, evite sempre a parte de baixo branca, pois suja muito no durante o dia e você pode precisar estar apresentável às 17h, em muitos casos é levemente transparente e exige um cuidado redobrado e encarde mais rápido e você pode perder a peça mais rápido do que outra.

trabalho4'

Quanto às partes de cima, nem sempre as empresas exigem camisaria e então fica mais fácil. Sempre que quiser ir com uma regata de algodão ponha um bom colar, cinto e leve o blazer para o caso de aparecer uma reunião. Quando for comprar novas, dê preferência para peças em tecido, não malha, e com modelagens versáteis e que possam ser usados para dentro ou fora da calça e com cintura alta. Varie entre modelos ajustados e mais soltos, estampados e lisos. Já que as partes de baixos serão mais sóbrias, ouse um pouco mais nas cores de camisas e blusas.

Acho que as principais dicas são essas e espero que possa ajudar alguém. E abaixo estão váaaarios looks ótimos para quem trabalha com esse nível intermediário de formalidade. O importante é lembrar que roupa de trabalho não tem que ser tediosa, mesmo uma mistura de básicos sempre fica linda se houver um esforço a mais: um colar, um cinto etc. Misture e experimente para vislumbrar as possibilidades que seu armário esconde. Alguma dúvida sobre esse ou outro assunto??? Pode postar nos comentários que eu respondo com outros posts. =D

trabalho1''

__________________

Segue aqui também:

Fan Page – Página Google Plus (novinha em folha!!)

Perfil FB – Perfil Google Plus

Pinterest – Fashiolista

Anúncio blog

Eu quero!!!!

Estreando mais uma tag… e essa surgiu agora, assim intempestivamente.  Eu quero vai tratar de coisas banais ou nem tanto que eu vejo e amo no dia a dia, mas que não rendem um post mais elaborado. Uma inspiração ou dica rápida, uma vontade delicinha ou uma bobagem para deixar o dia mais leve.

A gente quer um monte de coisas sempre. Às vezes tem e muitas não. Outras vezes inspiram mudanças que nos fazem melhor. Querer é bom. Querer é sonhar. Só não pode querer tudo e se decepcionar. porque querer e não poder faz parte do amadurecimento de todos nós.

 Hoje eu quero estampa. Estou em uma fase amor com estampas e admirando muito tudo que o bom design tem sido capaz de fazer. E é coisa pra caramba! A carteira da Jimmy Choo que postei ontem é uma prova. E mais especificamente hoje fui atiçada por esta foto:

 

Muito mais do que a produção linda, a peça estampada está em um lugar menos visto: o short. Mas podia ser uma calça também. A gente usa tão menos estampas nas peças de baixo né? Com as saias é muito normal, mas com calças e shorts é mais difícil. Eu tenho um e uso pouco. Eu quero muito usá-lo.  Eu quero muito usar estampas em lugares menos comuns: bolsas, sapatos, acessórios, calças. Larga a batinha comum e o vestido certinho de lado e se joga comigo???

Dia a dia: muito bem “acessorada”

 

Acessórios devem se ter esse nome por serem supérfluos. Você não pode sair de casa sem roupa, mas sem um brinco pode. Pode????? Não, não pode mais né? Para uma boa parte das mulheres sair de casa sem um “enfeite”, como diria minha avó, é um pecado dos graves. Tenho amiga que não fica sem anel, uma outra tem pulseirinhas que ficam no pulso “ad eternum”, e eu acho que fico 55% mais feia se sair de casa sem brinco e olha que eu praticamente só uso brincos pequenos. São necessidades que criamos e adoramos, pra não dizer viciamos.

 

2011 foi um ano bastante importante para todos os tipos de acessórios e espero ansiosamente que 2012 também o seja. Fashionistas e lançadoras de tendência do mundo todo se encheram de anéis e pulseiras, colares grandes e extravagantes e até brincos os grandes, que estão voltando. Os maxi acessórios que nos inundaram de maxi desejos. Uma “piruísse” só. Uma delícia também. O adorno sempre foi sedutor, em todas as eras da humanidade. E nós voltamos às boas com os exageros e imponência da pedraria, paetês, glitters, correntes, cristais e strass, peças esmaltadas, couro, representações de bichos e mais bichos. Até tricô, miçangas e fios encerados coloridos entraram na roda da primavera-verão esse ano.  Quem diria? Inspirações folks, étnicas, imperiais, barrocas… aiai.

 

Então curte aí em baixo um pouquinho de tudo que é pra morrer de amores nesse verão e que vamos continuar usando um bom tempo.

 

E lembre-se o Ministério do Praticante de Moda adverte usar muito acessório causa muito mais diversão.

Dia-a-dia: produção nº23

Feriado no meio da semana é só um pit stop para repor o combustível. Dá uma descansada, mas não serve para fazer muita coisa. Então as saídas são sempre mais leves, ainda mais se pensarmos nesse clima frio e de chuva que está BH. Só dá ânimo para ficar em baixo da coberta, né? Já que a preguiça reina, vale uma inspiração para facilitar.

 

 

Para mim, com esse clima a roupa tem que ser confortável, quentinha e tampar os pés para não molhar se chover. Jeans básico + suéter folgadinho + tênis baixo/oxford = felicidade. Use acessórios fofos para alegrar e não sair com cara de chuva. Make basiquinho e coque para segurar o bad hair day que só um clima úmido é capaz de provocar. Pronto. Assim nem dá tanta preguiça de sair de casa no feriado. =) Proveitem a folguinha!

 

beijo. beijo.

Dia-a-dia: produção nº22

Estava com vontade de montar um look desejo… aquele que a gente provavelmente não vai ter, mas não custa inspirar. Calça metalizada está entre os desejinhos. E essa tipo pijama foi muito para o meu coração. Metalcolour + conforto e glamour.

Produção para uma festinha mais interessante durante o dia ou vários tipos de saídas à noite. Muito cor e acessórios poderosos. O brilho longe da conotação super sexy e pertinho do paraíso (haha). Apesar de tudo muito extravagante, o visual é na verdade muito descolado. Queria tudo já!

Dia-a-dia: produção nº20

Esse visual começou a ser traçado quando eu estava pensando no que vestir hoje. Estava com preguiça das minhas calças e cismei que tinha que usar uma que estava aposentada há uns 2 anos. Ela é estilo social, sabe? De tecido cinza e modelagem reta. E aí pegou… porque ela estava esquecida justamente por parecer meio careta e eu sempre achei difícil usá-la. Muito raciocínio, inspiração e olha no que deu:

 

 

 

Fui trabalhar mais ou menos assim hoje. A ideia era coool + tomboy + feminino.  Ou seja, uma onda moderninha com algo do guarda-roupa masculino e um pouquinho de feminilidade, pra não ficar caricato. O moderninho é a mistura de estilos MUITO diferentes. O tomboy é calça alfaiataria + oxford. O feminino é o floral + o uso das cores como o rosa. Nem precisa de muitos acessórios para complementar né?

 

E aí, o que acharam?

 

beijo.beijo.

Dia-a-dia: produção nº17

Hoje é quinta-feira, dia oficial de desejar um conforto fashion pra sexta! E pra você que daria tudo pra usar shorts no seu trabalho, uma das coisas mais livres e confortáveis já inventadas (exageraaada!), aí vai um look pra sonhar com essa possibilidade. =/

 

Short jeans folgadinho + bata de malha + bota baixa + cachecol  = MUITO conforto

O fashion a gente deixa por conta  do boné de vovô (isso não é boina gente!) e bolsa sacola azul royal!

 

Tá, na sexta talvez não dê para usar, mas sábado taí galera! Se joga! =)

Dia-a-dia: produção nº15

Cri…cri..cri! Já deu até grilo aqui nesse blog né??? E estou aparecendo aqui rapidinho na verdade. Tempo é meu atual artigo de luxo mais desejado. 8h de sono é o segundo. hahaha! E como o tempo é curto, usei o pouco (bem pouco) que eu tinha essas últimas duas semanas vendo todos os desfiles do Fashion Rio e SPFW para poder falar da moda brasileira pra quem me lê aqui. Já tem mil coisas legais anotadas…. Eba! E o prognóstico até agora é bom. Ponto pro Brasil!

Eu não abandonei o blog, nem pretendo fazer isso. Só estamos em uma fase difícil, mas  espero ansiosamente que vá passar rapidinho. (cruza os dedos por mim!!!)

Picaretando e já sonhando o que eu gostaria de usar amanhã, vai uma produção pra alegrar a nossa sexta.

Desejo de: cintura alta + vermelho + plissado + tecido levinho para contrapor com as peças pesadas do inverno.  Moletom pra dar conforto e ficar interessante. Meia para esquentar. Bota baixa de cano (muito) alto para atualizar e andar tranquila. Sacola sim BH, mas de couro. Arco, porquê a é bom ser fofa às vezes.

BeijoMeEsperaQueEuVolto!